Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Roberto Carlos rompe com associação “Procure Saber”

      6 de novembro de 2013 12:07 Por Gustavo Morais

      O cantor Roberto Carlos decidiu romper laços com a associação “Procure Saber”. A organização reúne autores, artistas e pessoas ligadas ao universo musical dedicadas a estudar e informar os interessados e a população em geral sobre regras, leis e funcionamento da indústria da música no Brasil.

      Entre os integrantes do “Procure Saber” estão personalidades como Chico Buarque, Caetano Veloso , Gilberto Gil e Paula Lavigne, que a princípio era a porta-voz e articuladora da associação. Paula, inclusive, se envolveu em algumas brigas públicas. A cúpula do “Procure Saber” decidiu, então, deixar a função de articulador a cargo de Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, advogado de Roberto, bem como evitar novos confrontos públicos.

      No que diz respeito a biografias, o  “Procure Saber” entende que há uma necessidade de defesa da privacidade dos biografados, mesmo que isso significasse a necessidade de autorização prévia para a publicação das biografias. Em artigos publicados no jornal O GLOBO, Djavan, Caetano e Chico defenderam esta questão. Para os escritores, jornalistas e biógrafos, a postura da associação representa uma defesa da censura.

      Há uma semana e meia, Roberto concedeu uma entrevista ao programa Fantástico, da Rede Globo, em que se declarou a favor das biografias não autorizadas, mas “com certos ajustes”. Dois dias depois, o “Procure Saber” publicou um vídeo no qual Roberto, Erasmo e Gil apareciam revendo seus posicionamentos.Não satisfeito com os rumos da situação, Caetano usou sua coluna n’O Globo para manifestar seu ponto de vista. Em texto publicado no último domingo (3), o artista baiano criticou abertamente a postura de Roberto:

      “E RC [Roberto Carlos] só apareceu agora, quando da mudança de tom. Apanhamos muito da mídia e das redes, ele vem de Rei. É o normal da nossa vida. Chico era o mais próximo da posição dele; eu, o mais distante. De minha parte, apesar de toda a tensão, continuo achando que estamos progredindo. Assunto global quente, o Brasil não pode tratar tolamente”, escreveu Caetano em um trecho da publicação.

      Desde então, a saída de Roberto do “Procure Saber” era apenas questão de tempo. Na noite da última terça-feira (5), Dody Sirena, empresário do cantor capixaba, enviou um e-mail aos demais integrantes da associação informando a decisão de Roberto. Em tom cordial, Dody pontua os progressos que os artistas conquistaram juntos e deu a entender que o Rei não descarta apoiar futuras ações relacionadas aos interesses da associação.

      Leia a íntegra do comunicado:

      “Caros amigos do Procure Saber,

      Este ano ainda não encerrou e vejo quantos movimentos interessantes aconteceram para os artistas brasileiros. Demos um grande passo com o Ecad e trouxemos à tona o tema biografias/privacidade. Falamos sobre direitos e, como administradores/empresários dos maiores nomes da música brasileira, sabemos que no futuro tudo isso será uma grande referência de um movimento coletivo, como outros que estes ícones já participaram. Interessante lembrar que a tropicália e as guitarras andaram em calçadas diferentes, que a imprensa anunciava que a MPB não gostava da Jovem Guarda, e com o tempo todos se uniram no mesmo pensamento.

      Caminhamos bastante, divergimos algumas vezes, mas acredito que podemos nos ver como uma seleção de futebol onde os grandes craques se reúnem para defender o país e depois voltam para os seus times. Roberto conversou muito comigo em função dos últimos acontecimentos. Não é bem assim o nosso jeito de trabalhar, somos mais discretos, afinal defendemos também a privacidade no sentido profissional.

      Concluímos que neste momento é importante continuar o trabalho que iniciamos há muitos anos sobre biografias, independente de estarmos em uma associação ou grupo. Portanto, a partir de agora, fiquem à vontade com o andamento do Procure Saber sem a presença direta do Roberto. O comitê criado na última reunião na Urca para atender as biografias continuará atuando de forma intensa apenas em nome do Roberto, já que Dr Marco Antonio Campos, Dr Antonio Carlos Almeida/Kakay, Dra Fernanda Gutheil e Dra Ana Paula Barcelos, são profissionais de sua equipe.

      Gostaria de sugerir que o Procure Saber nomeie representantes para falar em nome do grupo quanto a liberação das biografias e em defesa da privacidade, principalmente no Congresso Nacional, em razão do pronunciamento coletivo e do comunicado oficial. Sempre que outros assuntos surgirem com tema coletivo, se Roberto entender que a pauta vai de encontro aos seus pensamentos, considerem sua adesão. Como exemplo, a pronta e efetiva participação dele no caso do autoral/Ecad e nos futuros desdobramentos com órgão regulador, como já discutimos em outras ocasiões, bem como as questões trabalhistas e a plataforma digital.

      Foi muito importante termos participado deste grupo e desejamos boa sorte para os próximos passos.

      Com respeito e admiração por cada um de vocês.”

      Dody Sirena
      DCSet Promoções”