Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Kiss não vai tocar com nenhuma formação no Hall da Fama do Rock

      24 de fevereiro de 2014 12:08 Por Laiza Kertscher

      Agora é oficial. Depois de muito se comentar sobre qual formação da banda Kiss se apresentaria na cerimônia do Hall da Fama do Rock and Roll, os roqueiros decidiram não tocar no evento.

      Uma carta aberta, notoriamente assinada pelos líderes Gene Simmons e Paul Stanley, foi publicada no site da banda. O comunicado esclarece que para evitar conflitos e injustiças, a banda preferiu não tocar no evento. O anúncio veio logo após os ex-integrantes originais Ace Frehley e Peter Criss comentarem na mídia que haviam sido vetados do evento. Ace lamentou a exclusão e Peter chamou de “vergonhosa” a decisão de Paul e Gene não os convidarem a para a cerimônia.

      Confira o anúncio na íntegra:

      “Para todos nossos fãs, a respeito do Hall da Fama do Rock and Roll:

      Por respeito, os recentes comentários de Ace e Peter exigiram que nós déssemos uma rápida resposta a vocês, fãs.

      Nossa intenção era celebrar toda a história do Kiss e dar crédito a todos os integrantes que por aqui passaram, inclusive Thommy Thayer e Eric Singer, que estão conosco a muito tempo, além de Bruce Kulick e Eric Carr, que fizeram dessa banda o que ela é, apesar do ponto de vista do Hall da Fama do Rock and Roll ser outro.

      Apesar do Kiss ter chegado muito mais longe sem eles, Ace e Peter estiveram na formação do que nós construímos e isso seria impossível se eles não estivessem conosco no início.

      Já faz mais de 13 anos que a formação original tocou junta pela última vez, com maquiagens, e nós acreditamos que a memória dessa época não seria reforçada. Ao contrário do que tem sido divulgado na mídia, nós nunca nos recusamos a tocar com Ace e Peter.

      Nós passamos 40 anos dedicados a construir o Kiss, sem desistir ou oscilar, e a banda já passou por diferentes turnês gigantes, com milhões de álbuns vendidos através de diferentes e importantes formações ao longo desses 40 anos.

      O Kiss sempre foi uma banda como nenhuma foi. É por isso que começamos o Kiss. É por isso que continuamos sendo o Kiss. Ser diferente de outras bandas significa fazer escolhas e tomar decisões diferentes do que outras bandas fariam.

      Essa é uma situação emocional em que compreensivelmente não será possível agradar a todos.

      Para resolver essa situação, nós decidimos não tocar com nenhuma formação e focar nossas atenção em celebrar a homenagem que receberemos no Hall da Fama do Rock and Roll.

      Estamos empolgados e ansiosos para ver todos vocês na turnê de comemoração aos 40 anos do Kiss.”