Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Blink-182: saída de Tom DeLonge gera explicações divergentes

      27 de janeiro de 2015 9:58 Por Gustavo Morais

      Os fãs do trio Blink-182 foram surpreendidos, na tarde da última segunda-feira (26), com o anúncio da saída do guitarrista e vocalista Tom DeLonge. Pouco depois da notícia correr os quatro cantos do mundo, o músico tratou de dar a sua versão dos fatos. Via Facebook, DeLonge afirmou que jamais deixou de ser integrante do Blink.

      “A todos os fãs, eu nunca deixei a banda. Eu estava em uma ligação telefônica sobre um evento do Blink 182 em Nova Iorque quando esses comunicados à imprensa começaram a aparecer. Aparentemente, esses comunicados foram ‘sancionados’ pela banda. Nós somos desfuncionais. Mas, Cristo… #Estranho”, postou.

      No comunicado sobre a saída de Tom DeLonge, o Blink-182 chegou a informar que o músico Matt Skiba seria o substituto do companheiro desertor.

      Batera e baixista confirmam  deserção de guitarrista

      Em conversa com a edição norte-americana da revista Rolling Stone, os outros dois terços do Blink confirmaram a saída de Tom DeLonge. Segundo Mark Hoppus e Travis Barker, DeLonge age de maneira desrespeitosa há um bom tempo.

      “Agendamos estúdio para 5 de janeiro. Em 30 de dezembro, nós recebemos e-mail do empresário de Tom dizendo que ele não tinha interesse em gravar e que ia cuidar de projetos pessoais e estava fora por tempo indeterminado”, disse Hoppus. O baixista também alegou que depois de trocar várias mensagens, o empresário continuava afirmando que Tom não retornaria.

      Quando questionado sobre a negativa de DeLonge, Barker demonstrou certa chateação por Tom não ter usado da transparência para cuidar do assunto. “Creio que ele está desapontado por Mark e eu estarmos finalmente sendo honestos. Antes, a gente sempre relevava as peripécias dele… mas é difícil fazer isto por alguém que não tem respeito e é ingrato, nem sequer tem culhões para chamar seus colegas de banda e dizer que não vai gravar ou coisa assim, tem que mandar o empresário fazer isto. Todos devem saber que o problema está com ele e há anos vêm sendo assim”.