Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Gene Simmons volta a dizer que “o rock está morto”

      25 de junho de 2015 11:31 Por Laiza Kertscher

      Simmons culpou a internet pela "morte do rock"

      O líder e baixista do Kiss, Gene Simmons, defendeu mais uma vez sua polêmica teoria de que “o rock morreu”. Em setembro do ano passado, Simmons decretou a morte do rock em entrevista à revista Esquire e a declaração gerou muita discussão no mundo da música. Na época, vários músicos chegaram a questionar o “The Demon”.

      Agora, em entrevista ao programa “Steve Wright In The Afternoon” da BBC Radio 2 britânica, o baixista reafirmou que acredita que o rock está morto e voltou a justificar sua teoria. “O mais importante é perceber o destino triste que as novas bandas têm. Todos comentaram quando eu disse que o ‘rock morreu’ e, infelizmente, a verdade é essa, porque você não consegue mais dizer quem são os novos Beatles, ou o novo Elvis ou o novo Sabbath“, explicou.

      “Quem é o novo Led Zeppelin? A questão é, no mundo pop temos a Taylor, que é fantástica, e a Gaga… temos várias coisas. Mas só o tempo te faz icônico. Eu amo todo o tipo de música, mas o rock está tendo um triste destino. E isso é principalmente por causa da internet, do compartilhamento de arquivos, que mata qualquer oportunidade para as bandas jovens, que de fato têm potencial para se transformarem nos próximos Zeppelin ou Beatles, mas não há qualquer suporte para elas”, justificou.

      “A internet diz, basicamente, que não importa o quanto você trabalhe e por quanto tempo, ela irá pegar seu trabalho e não irá te pagar por isso. Escuta, isso não me machuca. Eu sou muito rico, então isso não me afeta. Mas isso me entristece… porque um dia eu fui pobre e consegui minha fortuna trabalhando por 41 anos. Mas pelo menos eu tive uma chance. Eu tive uma gravadora por trás de mim para me dar apoio”, continuou. “As pessoas reclamam das gravadoras. Mas elas dão suporte a todo o sistema, são elas que fazem tudo possível”, finalizou.