Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Caso Belo: chantagem e propina tumultuam a vida do cantor

      3 de junho de 2002 14:50 Por Débora Batello

      O cantor Belo está foragido da justiça desde quarta-feira passada, quando ocorreu o decreto de sua prisão preventiva.

      A situação se agrava cada vez mais para o pagodeiro. Durante a última conversa telefônica que teve com seu ex-advogado Sylvio Guerra, Belo assumiu que falou com o traficante Wado. Na fita, liberada hoje pela polícia, Sylvio Guerra pedia ao cantor que levantasse com urgência a quantia de R$250 mil. Segundo o advogado, R$150 mil seriam gastos com propina para a polícia e a justiça. Os R$100 mil restantes seriam o pagamento dos honorários do advogado.

      Ainda hoje Guerra assumiu que não pretendia pagar nenhuma propina à polícia. O pedido feito ao cantor não passava de chantagem para adiantar o pagamento que Belo lhe devia. A OAB prentende punir Sylvio Guerra por má conduta.

      Culpado ou inocente?

      Na mesma fita, Belo pergunta a Guerra, se ele será preso por apenas conversar com um traficante. O ex-advogado esclareceu ao cantor que o conteúdo da conversa pode lhe render de 3 a 10 anos de prisão, por assossiação ao tráfico de drogas. Caso o pagodeiro seja preso, Belo ficará em uma prisão superlotada (4 vezes a mais que a capacidade), por não possuir nível superior.

      Comente à vontade, mas pegue leve com os palavrões e/ou ofensas senão seu comentário pode ser editado ou deletado. =)
      Plantão de notícias
        publicidade