Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Paul McCartney: rivalidade com John Lennon era “necessária”

      1 de outubro de 2015 11:11 Por Damy Coelho

      Paul afirma que a disputa com Lennon continuou mesmo com o fim dos Beatles

      Poucas coisas agradam mais o público do que uma rivalidade no mundo da música. Mesmo que ela não seja lá uma briga, mas apenas um conflito criativo. Foi o que aconteceu entre Paul McCartney e John Lennon. McCartney relembrou essa época em entrevista para o jornalista Paul du Noyer. O conteúdo da conversa está no novo livro do escritor, “Conversations With McCartney“, que foi lançado nos EUA nesta semana.

      De acordo com o músico, a competição continuou menos com o fim do The Beatles, e foi um dos fatores responsáveis para o retorno de Lennon à ativa, após cinco anos de hiato. “ “Eu vi um documentário sobre John e alguém dizendo que levou o meu disco para o John ouvir. Ele ouviu e disse ‘P…, o bastardo fez algo bom!Eu tenho que trabalhar!’ Ele foi inspirado a lançar o álbum Double Fantasy, em 1980, após ouvir a música ‘Coming Up’. Alguém mostrou a canção e ele se sentiu motivado. Adoro a ideia de que o incentivei a sair do marasmo”, confessa Paul.

      McCartney ainda reforçou que parte do público via essa disputa criativa como uma rivalidade ferrenha, mas que ambos foram grandes amigos, até a morte de Lennon. No fim das contas, os fãs acabaram ganhando com tudo isso.