Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Shaaman

      25 de junho de 2005 Por Cifra Club

      Muitas camisas pretas, de diversas bandas de metal e muitos assessórios vestiram os jovens que tomaram de assalto o Claro Hall no último dia 25 de junho, durante a apresentação do quarteto paulista Shaaman. O motivo pelo qual os metaleiros da cidade maravilhosa se reuniram na Barra da Tijuca era simplesmente o lançamento do terceiro CD da banda, sendo o segundo de inéditas. Intitulado Reason – que dá nome a segunda faixa do álbum – o disco tem uma proposta bem diferente a dos anteriores.

      Gravado na Alemanha, Reason é mais orgânico e trabalha muito bem os climas de teclados, passeando com competência por influências de bandas dos anos 70 e 80. Destaque para a belíssima “Innocence”, que está sendo veiculada à exaustão nas principais capitais do país e foi cantada da primeira estrofe até a última por cerca de 10 mil jovens no Claro Hall.

      Com um show dinâmico e essencialmente longo, Shaaman entoou canções do primeiro álbum Ritual como “Distant Thunder”, “Over your Head” e a melódica “Fairy Tale”. Elaborados solos de teclados foram presentes no show inteiro. Por falar em solos, um dos mais legais foi a do baterista Ricardo Confessori, que provou integração total com os cariocas, no já tradicional solo de bateria. Recheado de canções do álbum novo como “Turn Away”, “Trail of Tears” e “Iron Soul”, a banda formada por André Matos no vocal, Confessori na bateria e os irmãos Hugo e Luis Mariutti agradou e promete voltar ao Rio em breve. Por enquanto, eles correm o Brasil afora com shows em Brasília (DF), Juiz de Fora (MG), Taubaté (SP) e Goiânia (GO). Além disso, os planos de Matos e cia extrapolam as fronteiras brasileiras. A banda viaja pela América do Sul, onde tem apresentações marcadas até o fim do ano no Equador, Panamá, Chile, Bolívia, Colômbia, El Salvador e Argentina.

      Os fãs do Rio agradecem e ficam à espera de mais um concerto. Só faltou o “Carry On”, clássico do Angra que André e Fábio entoaram no teclado fazendo questão de deixar a canção para trás.

      Comente à vontade, mas pegue leve com os palavrões e/ou ofensas senão seu comentário pode ser editado ou deletado. =)