Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Joe Satriani

      1 de agosto de 2008 Por Cifra Club

      Joe SatrianiSexta-feira, primeiro dia do mês de agosto. A casa de shows Chevrolet Hall estava relativamente cheia. Palco simples, sem cenário produzido, apenas o que interessava: bateria, baixo, guitarras, pedais e amplificadores.

      Pontualmente, às 22 horas, o virtuoso Joe Satriani e sua banda entraram em cena. Além da música I Just Wanna Rock, muitos gritos.

      Faixas de seu novo disco, Professor Satchafunkilus and the Musterion of Rock, e outros hits de sua carreira marcaram a noite. Na ocasião, Overdriver e Satch Boogie trouxeram nostalgia aos fãs, sem deixá-los parados.

      Entrosamento de dar inveja também marcou presença. Com a impressionante técnica de Stuart Hamm no baixo, o feeling de Jeff Campitelli na batera e a discreta mas competente base de Galen Henson na guitarra, Joe fez um show fantástico.

      Ao ver Satriani no palco, dá pra acreditar que tocar guitarra era a coisa mais simples e fácil do mundo. Com toques sutis, mas com som de qualidade, Joe impressionou os mineiros principalmente com seus “ligados” (técnica em que o músico toca a corda apenas uma vez com a palheta, enquanto outras notas são feitas com a mão esquerda). Hamm, o baixista, também não deixou barato e tocou violentamente um longo solo, que teve direito a Aquarela do Brasil. O público simplesmente pirou.

      Alavancadas seguras e precisas e o comedido uso do wah-wah também fizeram toda diferença na performance do músico. Com Satriani, a guitarra falava.

      Além do profissionalismo e concentração no palco, toda banda apresentou também simpatia e entrosamento com o público. Feedbacks contínuos entre os fãs e o grupo foram diferenciais. A maior prova disso foi quando tocaram Cool #9, que contou com o coro e as palmas de todos os presentes seguindo o ritmo.

      Musterion, a primeira faixa do álbum mais recente de Joe, deu uma diferenciada no clima do show, já que ela conta com uma introdução “eletrônica” feita com a própria guitarra, e depois segue em um clima de suspense.

      Com perfeição, Satriani executou a famosa Always With Me, Always With You e deixou os fãs boquiabertos com um final personalizado e triunfal.

      Após dar uma aula de boa música, Joe e sua banda encerraram a apresentação tocando a empolgante Summer Song, do disco The Extremist.

      Comente à vontade, mas pegue leve com os palavrões e/ou ofensas senão seu comentário pode ser editado ou deletado. =)