Notificações Amigos pendentes

      Cifra Club News

      Nightwish

      10 de novembro de 2008 Por Cifra Club

      Anette Olzon foi apresentada como vocalista do Nightwish em maio de 2007. A responsabilidade da cantora era pesada, afinal, ela agora herdaria os fãs da banda que sempre tiveram Tarja Turunen como ícone.

      Logo no início desse ano começaram os rumores sobre a passagem do Nightwish pelo Brasil, e assim foi feito. Com apresentações marcadas em vários lugares do país como São Paulo, Fortaleza, Vitória e Belo Horizonte, a banda passou por aqui pela primeira vez com Annete no vocal durante o mês de novembro.

      Em Belo Horizonte, no Chevrolet Hall, o grupo tocou em plena segunda-feira (10). Sem ter casa cheia, o Nightwish subiu ao palco pontualmente às 21 horas, após a abertura da banda mineira Pleiades.

      A apresentação começou bem, como um show comum. Em clima de suspense a banda iniciou a noite com Bye, Bye, Beautiful. Whoever Brings the Nigh, The Siren e Dead to the World foram algumas das canções que também marcaram o setlist.

      Annete se mostrava carinhosa com o público durante sua performance. Seu jeito no palco nada lembrava o da antiga vocalista do grupo.

      Foi na faixa The Islander que começou a tensão. Com Marco e Emppu tocando violões, a banda inteira entrou no ritmo da música mais calma. Quase no fim da canção, a cantora se sentou na ponta do palco, demonstrou que não estava muito bem e logo depois saiu do palco. Sem entender, os fãs gritaram.

      Sem satisfações e sem Anette em cena, o show continuou dessa vez com o baixista no vocal durante a faixa que seria cantada pela cantora ausente.

      Depois de cochichos entre os músicos e a produção, Marco diz ao público que Anette não estava bem, e que seria impossível tê-la novamente no show. Além de pedir desculpas ao público, anunciou a execução do cover de Symphony of Destruction, do Megadeth, e ao encerrar a música deu um breve tchau e saiu do palco.

      Ainda sem acreditar no que aconteceu, os fãs ficaram quase imóveis, como se o show não tivesse sido finalizado. Com alguns gritos pedindo pela banda, as luzes da casa acenderam, como um sinal de que realmente era hora de ir embora. Devido à insistência dos fãs, cerca de 20 minutos depois, Erick de Haas, responsável pela turnê do grupo pelo Brasil tomou frente e, no palco, explicou o que estava acontecendo: “A fumaça durante o show pegou na garganta dela, e ela teve que sair e não conseguiu voltar. Ficou chorando aqui atrás e não conseguiu voltar”.

      Findou-se aí a primeira apresentação do Nightwish com Anette em terras mineiras, com muita frustração por parte dos fãs.

      Confira no vídeo abaixo a explicação da produção e depoimentos de alguns fãs, e em seguida fotos do curto show do grupo.

      Comente à vontade, mas pegue leve com os palavrões e/ou ofensas senão seu comentário pode ser editado ou deletado. =)